História

A Colina do Conde Lara...um passeio pela história do CCP
Anos 50! O mundo entra em mais uma fase pós-guerra, a televisão chega ao Brasil e o cinema está em sua "era de ouro" lançando clássicos inesquecíveis. Na Ciência, o DNA é descoberto e o Sputnik 1 lançado no espaço. Aqueles anos, permeados por um ar romanceado na moda, costumes e estilos de vida, marcaram para sempre a história humana.
Em cidades como Piracicaba, jovens e crianças nadam no grande rio com águas limpas que cruzam suas terras enquanto o município se desenvolve rapidamente em prol da cana-de-açúcar e seus derivados. Enquanto isso nas mesas de bar, alguns jovens amigos começaram a consagrar uma idéia que revolucionaria os piracicabanos. Estudantes e "bem de vida", eles primavam por um lugar onde pudessem praticar diversos esportes e, com suas famílias, passar dias adoráveis e noites festivas como se fosse um segundo lar. Era o sonho de um novo clube sócio-esportivo na cidade.
Destas inúmeras conversas surgiu a oportunidade que eles tanto desejavam: a chácara Lara Campos, do falecido Conde Rodolpho de Lara Campos, estava à venda. O local, uma colina com vista privilegiada da cidade e sua natureza, era o desejo pleno dos jovens idealistas para a construção do clube. Carlos Dias Corrêa Filho, o "Tao", Laymerth Garcia dos Santos Neto, Dr. Ben Hur Carvalhaes de Paiva e Osmar Ferraz de Almeida Prado, começaram a negociar com os advogados do Conde a compra dos alqueires. O preço: cinco milhões de cruzeiros. Para os quatro rapazes o valor era infinitamente inviável. A idéia: convidar amigos como sócios da transação.
A lista chegou a 96 nomes entre homens renomados da cidade, além dos quatro idealizadores. O número poderia ser bem maior, mas o intuito era convidar pessoas selecionadas, restringido a cota sob a preocupação da integridade familiar. O total de alqueires de terra foi divido em dois. Metade destinada ao clube e a outra parte dividida entre os associados para construir suas casas.
E foi então que, em 8 de agosto de 1954, nasceu o Clube de Campo de Piracicaba com posse da diretoria presidida por Dr. Homero Corrêa de Arruda. No entanto, o funcionamento deu-se meses depois, em 9 de abril de 1955. Dali em diante o CCP só crescera. Oito anos se passaram após a inauguração e o clube já contava com 1419 associados. Hoje, 58 anos depois, o número de proprietários de títulos chega a 3.000, totalizando 7.655 associados e seus familiares.
Entre as atividades do CCP, o esporte sempre foi o destaque. O primeiro passo foi a construção de piscinas, quadras de tênis, ginásio, canchas de bocce e campos de futebol. O primeiro esporte a ser desenvolvido, logo na inauguração, foi o tênis de campo, por se tratar de uma modalidade com poucas quadras na cidade e no próprio país. Hoje o clube possui nove quadras e uma grande lista de campeões.
Na natação, Dr. Ben Hur foi pioneiro no clube. Segundo ele, o primeiro presidente, Dr. Homero, deixou-o responsável pelo esporte mesmo antes de existir uma piscina no clube, que acabou sendo construída no pasto da chácara. "Coubera-me a tarefa delicada do primeiro encontro entre rapazes e moças em trajes de banho..." (ver entrevista na página seguinte). Dr. Ben Hur tornou a natação o grande forte do CCP, reconhecido em todo Brasil em recordes e vitórias. Outro esporte bem sucedido foi o tênis de mesa, principalmente nos anos 70 e 80.
No Basquete, Pedro Vicente Fonseca, o Pecente, ex-jogador da seleção, entrou para o clube e transformou o esporte nos anos 70. No vôlei o sucesso foi o mesmo, conquistando campeonatos e formando atletas. A paixão nacional, o futebol, não poderia ficar de fora. Em um clube com campos e natureza, bater uma bolinha na grama não era difícil. O primeiro campeonato interno aconteceu em 1975 com 10 equipes e não parou mais. Esporte "mais novo" no clube, o Judô estreou em 1981 e até hoje já trouxe inúmeros títulos para contemplar os atletas cecepenianos. Mais novos ainda são a Hidroginástica, a Yoga e a Academia de Ginástica e Musculação, um exemplo de preocupação do clube com a saúde de seus associados. Todos os esportes têm uma visão ampla de treinamento desde a infância, o que potencializa os atletas pois, bem treinados, conquistam mais medalhas e títulos.
A área cultural foi brindada em 1977 com o nascimento do Ballet CCP que estreou com o espetáculo "A Baratinha". As garotas mostram sua dança na ponta dos pés, interpretando a magia do ballet clássico e a conceitual dança contemporânea. Hoje também existe o coral, com as turmas infantil, teen e adulto. Um show de talento dos associados.
Nas festas, o CCP também é campeão. Os tradicionais carnavais, Baile do Hawaií, Baile de Aniversário, Reveillon, além dos modernos Flash Night e os jantares Italianos e Alemães, com comidas típicas. A cada novo ano, novos encontros entre amigos.
No oitavo dia do mês de agosto, os diretores, funcionários e associados comemoram as conquistas e o trabalho realizado para a construção de uma idéia instalada há mais de 50 anos na colina do Conde Lara. Basta erguer as taças e brindar a história, no passado que se faz presente e preserva o futuro.
Bandeira e logotipo. Archimedes Dutra, pintor, professor e escultor piracicabano, foi o criador do logotipo e da bandeira do Clube de Campo de Piracicaba. Dutra (1908-1983) foi professor de desenho e pintura, doutorado pela Esalq com a tese "Contribuição de Piracicaba à Arte Nacional", colecionou centenas de medalhas e títulos honoríficos ao longo de sua carreira artística internacional. Foi sócio-fundador do Clube de Campo.

 

Hino
Letra: Ésio Antônio Pezzato
Música: Jorge Chaddad
Arranjo: Sérgio Belluco


Mil novecentos e cinquenta e quatro
O mês de agosto rebentou em flor
Piracicaba viu o grande fato
Que trouxe orgulho com imenso amor
 
Clube de Campo foi então criado
Para a cultura vira aqui morar
E para o social ser praticado
Também o esporte muito mais brilhar
 
Piracicaba hoje sente a glória
Linda e vibrante em nosso céu anil
Clube de Campo faz a sua história
Clube de Campo orgulho do Brasil
 
Aos fundadores nossas homenagens
Brilha o passado em luz para o povir
Pois foram todos grandes personagens
Por tantas glórias que ainda estão por vir
 
O céu azul bordado de amarelo
Traz mil estrelas causa sensação
Clube de Campo és mais que um sonho belo
Que faz vibrar no peito o coração
 
Piracicaba hoje sente a glória
Linda e vibrante em nosso céu anil
Clube de Campo faz sua história
Clube de Campo orgulho do Brasil